TEEN WOLF: 5.04 "CONDITION TERMINAL"

sábado, setembro 12, 2015

Coisinhas a ter em conta antes de começar a ler: o post é sobre a série e contém spoiler e eu continuo a achar que se não vês Teen Wolf estás a perder a maior série alguma vez produzida. Aqui encontras outras reviews escritas com muito amor.



Após o final bombástico de "Dreamcatchers", eu fiquei a perguntar me se o episódio seguinte continuaria imediatamente de onde este parou ou se teríamos um jump de algumas horas ou dias. Fiquei bem feliz quando tivemos a mesma linha temporal abordada logo de caras, porque convenhamos, com Malia a encontrar os Doctors e Lydia ensanguentada no chão da esquadra era algo que merecia algum destaque.




Toda a sequência da chegada do Scott, Stiles e Theo na esquadra e o cenário que encontram pode ser eleito como o meu favorito no episódio inteiro. Eu realmente amo de paixão como esta série é produzida! A câmera lenta, a falta de áudio, os cortes da câmera... Tudo é realmente feito com muito bom gosto por Jeff Davis e companhia. O que realmente chamou me atenção na sequência toda foi o foco dado no Stiles. Ele é sem dúvida, o personagem que mais se preocupa com os amigos. Digo isto porque ele é o que menos pode contribuir para protegê-los, pois afinal, é o único que não é sobrenatural que ainda sobra no grupo e talvez por isso, e também pelo fato de ele estar com aquela crise do último ano do secundário, ele se sinta mais responsável por todos os seus amigos e por resolver os mistérios que assombram Beacon Hills. Fato é que foi desesperadamente triste ver a cena em que ele olha para a Lydia ensanguentada no chão e simplesmente não tem reação nenhuma. Eles já passaram por experiências de quase morte e coisas do tipo, mas Stiles nunca teve que ver alguém que ama largado no chão daquela forma. Me arrisco em dizer que a sensação que ele teve foi a mesma de Scott quando teve Alisson a morrer nos seus braços, uma inércia e um sentimento de culpa por não poder fazer nada sobre isso. E bom, eu fico emotiva com essas coisas porque vocês sabem, não podem mexer com Stiles, que já mexem comigo. E lembram se de quando ele disse a Lydia como ficaria se ela morresse? Esta cena ilustrou tão bem aquele dialogo.



O que nos leva à questão do Theo. Ok, ele agiu bem ao estancar a ferida da Lydia -coisa que Kira poderia ter feito se o seu cinto não fosse uma espada -, mas deu para notar que ele fez isso justamente para provocar Stiles. Vocês notaram o olhar dele pro menino Stilinski no hospital? Idiota! E não, não é só impressão, porque afinal, tivemos alguma revelação maior sobre o novo menino da cidade. Ele tem uma ligação com os Doctors, e mesmo não entendo muito bem quem manda em quem ali, os Doctors realmente tem depositado nele bastante confiança, afinal, não o mandariam falar com o menino Donovan a toa. A minha teoria é de que Theo não é um lobisomem e foi criado pelos Doctors para derrubar o Scott. Pensem comigo: Que forma mais útil de destruir o true alpha do que por dentro? Afastando o seu pack aos poucos e sem que ele perceba. É até um plano genial, não? E agora, odeio esse menino ainda mais, porque NINGUÉM PODE MEXER COM STILES! E, aliás, por que o Jeff tá terminando os episódios com esses cliffhangers do capeta?! Ter Donovan atacando Stiles por vingança ao Xerife deixou me agoniada e eu não acredito que o episódio simplesmente acabou dessa forma. Tu mal chegaste e eu já te odeio, Theo!


E por falar nos Doctors, achei interessante como todos lidaram com Malia quando ela abordou o tema de três grandes caras mascarados. Aparentemente ninguém levou a menina muito a sério. Mas quando eles apareceram na Sinema, pude ver a mudança nos olhos de Scott e um grande "Foste avisado?!" explodiu na minha cabeça para dizer para ele que Malia estava certa. Aliás, achei ótimo o fato de ela ter voltado até o quarto de Tracy Stweart para tentar descobrir alguma coisa, e não é que tinha um livro chamado "The Dread Doctors" na cabeceira de Tracy? E uma pergunta surge sobre quem deu o livro para menina, minha aposta é Theo, porque né... Mas quem sabe.

E já que chegamos no plot da Sinema, preciso dizer o quanto eu adoro todas as cenas de festa/ balada que a essa série mostra. O clima na Sinema me lembrou muito um episódio que eu realmente amo da série da terceira temporada, o "Illuminated" e por isso adorei ainda mais as sequências no local. Desde Liam e a menina Hayden, a passar por Brett que guiava Mason na vida amorosa, o Scott dizer que ama Kira aleatoriamente no ataque do menino escorpião Lucas. Eu realmente amo as cenas de luta desta série e acho ótimo que várias vezes elas acontecem em lugares públicos e ninguém que não tenha relação com o mundo sobrenatural vê isso. Acho que o menino Brett poderia acabar a se juntar ao pack de Scott, já que ele tem sido utilíssimo para nosso grupo. Não só com Mason (é errado shippar os dois?), mas também com a própria luta em si e a ajuda que tem dado a Liam, por exemplo.


Deixei Parrish pro final propositalmente, afinal, uma coisa não sai da minha cabeça: O QUE DIABOS ELE É?! E enquanto nós nos matamos a tentar adivinhar e criar teorias, temos a conversa/ treinamento dele com Lydia e o isqueiro e toda aquela conversa dos dois que me deixou extremamente intrigada. Além disso, ele conta do tal sonho que teve e sua possível relação com o Nematom, e olha essa árvore a voltar a ser importante na série. Eu achei ótimo, na verdade, apesar de ter ficado confusa e cheia de possíveis ideias sobre a ligação do policia favorito de todos e o Nematom. A quem pense na hipótese de ele estar a fornecer os cadáveres como alguma forma de alimento para ela (afinal, quem não lembra da Darach que acabou por ficar lá?), especialmente porque ele não tem consciência do que está a fazer e acreditar que essas imagens na sua cabeça são um sonho. Já eu, penso que a teoria de que ele é uma fênix a mais provável no fim, e de que isso é uma forma de teste para que ele possa treinar seus poderes de voltar à vida, ou algo do tipo.


Mas fato é que já não tem mais como ver uma cena de Lydia e Parrish e não shippar forte, mesmo que eu seja louca por Stydua. Todo o clima dos olhares e toques dos dois tem sido extremamente encantador de se assistir e acompanhar. Não só a sequência inicial e Parrish vendo o rosto de Lydia na Dama do baralho, mas, e principalmente, com a cena dos dois no quarto do hospital. Como alguém disse na primeira review da temporada - e estava certa - vai ser o Parrish que vai ensinar a Lydia a lutar e chegar no estado em que ela chegou no flashforward inicial da temporada. E eu tenho certeza que nós vamos nos apaixonar ainda mais pelos dois juntos, especialmente porque isso fará de Lydia uma personagem menos passiva e trará mais inclusão para o Parrish na vida social da série. Mal posso esperar pelos treinos começarem.

Notas Sobrenaturais:
1) Pergunta super importante: alguém sabe quando começa a parte B?
2) Scott, todos nós torcemos por ti nessa aula de Biologia. tu consegues ficar, haha.
3) Aliás, se eu fosse a ele, tinha usado a desculpa que fiquei no hospital com uma amiga, no caso Lydia, e por isso não leu a matéria do livro. Vai, genial.
4) Como explicar a dinâmica da menina Tracy com uma cauda para mãe da Lydia sem fazê-la surtar?
5) Esse date da Mrs. Martin com o Xerife Stilinski não poderia ter dado mais errado, não?
6) O discurso da Mãe McCall pro Scott depois da morte do menino Lucas foi tão lindo!
7) Iniciada a campanha da vaquinha para mandar o jipe do Stiles para o mecânico, porque né, não dá mais.
8) Deaton finalmente mostrou se útil ao analisar todas as partes de Tracy e ver que ela não era um ser sobrenatural e sim que foi feita por alguém.
9) Tenho pena do Xerife Stilinski que no fim acaba não conseguindo desvendar os mistérios/ crimes de Beacon Hills, já que, aparentemente, todos os crimes na cidade são sobrenaturais.
10) Kira e essa kitsune estão descontroladas, ein. Quié isso minina?

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR DISTO...

0 comentários

Olá meus amores! Ou como eu gosto de vos chamar, Woah'zitos.
No caso de vocês estarem interessados em comentar o conteúdo aqui do blog, fiquem a saber que depois de responderem ao formulário de comentários a vossa opinião não ficará visível, mas irá ficar assim que eu lei-a o comentário e autorize a sua publicação.
Prometo responder a todos vocês como muito amor e carinho.