TEEN WOLF 5.03 "DREAMCATCHERS"

sexta-feira, setembro 11, 2015

Coisinhas a ter em conta antes de começar a ler: o post é sobre a série e contém spoiler e eu continuo a achar que se não vês Teen Wolf estás a perder a maior série alguma vez produzida. Aqui encontras outras reviews escritas com muito amor.

Até hoje, nenhuma citação da série me definiu tão bem num episódio de Teen Wolf como o "intense" do Manson. Continuando, o quinto ano da série já começou e está a levar nos para o meio de uma zona de guerra onde respirar durante os episódios é quase impossível diante de tanta ação e informação que nos são apresentadas. Então, pelo já desculpas pela empolgação e dissertação que estão prestes a ler.

Uma das coisas que me deixa bem feliz na maneira como a série é construída/organizada é a consistência dos seus plots e os arcos bem fechadinhos. Acontecimentos de temporadas anteriores, as primeiras inclusive, não se isolam do resto da série e Dreamcatchers é um ótimo exemplo de como a dinâmica cabeça de Jeff Davis funciona e leva me a crer que este senhor deve ter, no mínimo, toa a série na sua cabeça, bem planejada, desde sempre. Porque, pensemos, que outras séries podemos ver por aí com tamanha consistência de histórias durante todo o período de vida? Quem conhecer outra, que seja carinhoso e use os comentários. Eu sou uma danada de uma fã da série e não tenho vergonha nenhuma de assumir isso publicamente porque simplesmente amo de paixão e idolatro o Sr Davis por ter tanto talento concentrado num metro e meio de pessoa rs. Piadinhas à parte, é importante ressaltar que nenhuma série teen sobrenatural conseguiu apresentar tamanho desenvolvimento como Teen Wolf tem vindo a fazer ao longo de cinco temporadas magníficas e viciantes.

Uma coisa que também amo de paixão na série são as sequências inicias que parecem retiradas de um filme clássico de terror produzido na década de 80, só que consideravelmente melhor produzidas. A MTV realmente não economiza na produção da série e faz o que pode para sempre agradar nos nas questões visuais, bom, exceto pelas transformações de lobisomens, coiotes e companhia, porque convenhamos... Voltando âs cenas iniciais, esta episódio tivemos uma sequência inicial um pouco diferente do normal. Misturava comédia e thriller, o episódio já me tinha deixado satisfeita antes dos primeiros cinco minutos, algo que eu amei de paixão.

Donavan, o sujeito que foi preso na premiere, foi transferidos, mas não sem antes causar. A ameaça feita ao Xerife Stilinski realmente deixou me agonizada, porque afinal, todos sabemos que se tem um lugar onde as coisas acontecem, é em Beacon Hills, que não só é farol para criaturas sobrenaturais, mas também para psicopatas. Mas ao mesmo tempo, Stiles consegue quebrar toda a tenção na ameaça de Donavan. E a minha pergunta para vocês é: tem como não amar de paixão esse menino? Acho cada vez mais impossível algum fã da série simplesmente não idolatrar a melhor personagem dela. Pois bem, saíndo da comédia, chega o thriller, que tomou conta de tudo no transporte de Donavan. E eu cheguei a jurar que era ele quem estava a fazer tudo aquilo sem saber, mas quando aquele liquido prateado começou a descer do teto do carro, tive certeza de já ter visto aquilo em algum lugar. E bom, quando Tracy apareceu não precisei de muito para ligar uma coisa à outra. Quem não se lembra de Jackson na segunda temporada e todo o liquido deixado pelo seu Kanima? Pena que nossos heróis demorarm um pouquinho mais para visualizar isso.

O interessante no episódio é termos vários núcleos a trabalhar no prol do mesmo plot: resolver o dilema de Tracy Stweart. Quando ela aparece na escola e sentasse no lugar do Liam na aula do pai da Kira, tudo vai desentolando se para descobrir o que a menina é. Scott, Stiles e Malia levam o corpo desmaiado da menina para Deaton analisar. Eu, honestamente, achei bem burro da parte dele, como guia desses meninos em não notar que ela era um Kanima. E mais uma vez, Stiles sabia a resposta antes de qualquer outro. Por favor, ouçam o que eu digo sempre: confie sempre no Stiles, ele está sempre certo.


Mas em compensação, toda a sequência na clínica de Deaton serviu para uma coisa: a ascensão de Malia. Se tem uma personagem que merece as nossas palmas esta semana é ela. Se eu já tivesse tido visto o Wolf Watch da mesma semana (quem viu, deixem spoilers nos comentários), eu diria que ela deveria ser eleita como a Wolf Crush da semana. Não só por ter sambado na cara do true alpha ao se recuperar mais rapidamente do veneno do Kanima, mas também por se ter superado a si mesma na luta contra Tracy.  A sequência de lutas, aliás, foi GENIAL! E eu realmente tenho que dar os meus parabéns ao coreógrafo da série. Mas naquele momento foi a Malia quem realmente brilhou. Diferenciando-a da sua mãe, que deixa um rasto de cadáveres por onde passa, e fugindo ao seu instinto natural de caçadora, ela poupou a vida de Tracy e tentou trazê-la para a realidade e mostrar que tudo aquilo não era um sonho. Tudo teria dado certo, se os médicos não tivessem aparecido e dado um fim na vida da menina, além de impedir Malia de ajudá-la de facto. Acho ótimo que alguém tenha visto o Cirurgião, o Patologista e o Geneticista, porque já no terceiro episódio esses meninos estão a ter alguma noção do que estão a enfrentar.


Já o núcleo que envolve a Kira e a Lydia também foi útil. Acho bom que as duas não tenham tido problemas para se adaptarem uma à outra. Dá para ver que elas nunca terão a amizade que aLydia e a Alisson tinham, que eu amava de paixão, mas também não entraram em repúdio mútuo. A investigação das duas no quarto da Tracy foi utilíssima já que ao encontrarem o dreamcatcher da menina com o cartão do pai, elas conseguiram chegar à conclusão de que ela não tinha consciência da matança que estava a causar, que no fim, tudo era para ela, como um sonho. Terrível sonho, diga-se de passagem. O ponto mais positivo ainda foi que, ao correrem para defender/ alertar a mãe de Lydia, elas nos deram de presente outra sequência genial de lutas com Kira e Tracy-Kanima. Primeiro temos metade da esquadra sob o efeito paralisante do veneno do Kanima, segundo Lydia a ser ataca, e terceiro, FINALMENTE, Kira a deixar de apanhar numa cena e a mostrar que é útil pzra alguma coisa. Como não amar de apaixão o espírito da raposa tomando conta da jovem e fazendo-a ascender como kitsune? E melhor: a cortar o rabo de Tracy? Palmas menina Kira. Só ainda não entendi porque tu não continuou atrás da menina a arrastar um refém pro porão da esquadra, mas ok.

O outro núcleo levou o menino Liam e o seu companheiro Mason a tentarem descobrir quem teria sido o alpha de Tracy, porque até então, a desconfiança era de que ela era uma werewolf. Pois bem, achei ótimo que inseriram o menino Brett, aparecido na temporada passada, aquele gostoso que amo de paixão, de volta.  O que achei bom nisso tudo foi que Brett não foi um completo idiota com a investigação dos meninos e ainda os ajudou a caçar o buraco onde Tracy teria se enfiado. O interessante aqui foi a descoberta de um buraco completamente diferente do que o que Liam achou por aí nas suas noites a vaguear pela floresta.


A minha aposta é de que o buraco tem relação com Theo, porque afinal, quem mais gosta de fazer passeios noturnos pela floresta? E aliás, esse menino realmente me deixa com a pulga atrás da orelha. Que ele tem culpa no cartório, é claro que tem. Sobre o quê? Bom, esse é o mistério ainda. Mas fato é que não é normal essa vontade dele em querer se unir ao pack do Scott assim. Ficar de ouvido na conversa dos outros, espiar cenas de crime e ainda stalkear Scott onde ele trabalha? Não, não, isso realmente não é normal e se eu fosse o true alpha, ouviria mais meu melhor amigo, porque ele está sempre certo, mesmo quando tem crises de ansiedade (I feel you, Stiles!). Basta saber se Scott vai ouvir a voz da razão e lembrar que Stiles está sempre certo.

Em conversa com umas amiguinhas, surgiu uma outra teoria vinda delas sobre o buraco que acho interessante ressaltar aqui. Para elas, cada buraco na floresta é para uma das criaturas dos Médicos, onde eles enterram cada um de seus pacientes a.k.a vítimas antes de elas de fato sofrerem suas primeiras transformações, então o buraco que Liam, Mason e Brett acharam poderia ser o do menino Donovan, ou até mesmo de quem atacou Scott na season premiere. E é exatamente isso o que eu amo de paixão em Teen Wolf, não é só uma série teen sobrenatural que mostra heróis versus vilões toda temporada, é uma série teen sobrenatural sim, mas que tem um quê de investigação e nos leva a criar teorias e ficar ainda mais curiosos sobre o que de fato está a acontecer durante a temporada. E sim, nunca vou cansar de dizer o quanto eu amo a série.

NOTAS SOBRENATURAIS :
1) Tracy, QUERIDA, vamos usar um sutiã, né?
2) Só eu que sinto um clima meio Stydia do início da série com menino Liam e a chatinha da Hayden?
3) Mãe Martin, não atrapalha meu ship de Papá Stilinski com Mamã McCall, por favor? Obrigada.
4) Amei de paixão a cena de Kira, Lydia e Malia no carro.
5) Parabéns pela nota alta, Scott.
6) Mrs. Martin poderia ser uma banshee com esses gritos, né? É quase de família.
7) Morri de pena da Lydia atacada ali no chão.
8) Onde estava o Parrish na hora do ataque à esquadra policial?
9) O que será que o menino Donovan vai virar, já que aparentemente ele é a nova vítimas dos Médicos?
10) Stiles, meu caro, tu devias ir a um mecânico por causa do jipe. Sério, ele está a dar o berro, tu magoaste e ele continua sem pegar direito.
11) Stiles dizendo que estava a sentir um espasmo na perna e Deaton negando: HAHA.

E então, o que acharam do episódio? Presumo que já tenham visto o final da primeira parte e a retardada aqui sem tempo para nada.

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR DISTO...

0 comentários

Olá meus amores! Ou como eu gosto de vos chamar, Woah'zitos.
No caso de vocês estarem interessados em comentar o conteúdo aqui do blog, fiquem a saber que depois de responderem ao formulário de comentários a vossa opinião não ficará visível, mas irá ficar assim que eu lei-a o comentário e autorize a sua publicação.
Prometo responder a todos vocês como muito amor e carinho.

Aviso

Na sua maioria, as imagens e ilustrações utilizadas no blog são retiradas do Tumblr, Pinterest ou de uma pesquisa no Google Imagens. Se por coincidência alguma das imagens aqui partilhadas seja tua ou de alguém que conheces, agradeço que entres em contato comigo para a devida identificação ou exclusão das mesmas.

Os textos são da minha autoria, então caso queiras retirar alguma informação, eu agradeço ser citada e/ou informada. Qualquer informação retirada de um jornal, revista, livro, Internet ou outros, estará citada e identificada.

Instagram