BLITZKRIEG [6x08] 一 TEEN WOLF | Na Estante

segunda-feira, janeiro 23, 2017


Teen Wolf mantém-se uniforme, garantindo evolução da história e entretenimento para seu público cativo. COISINHAS A TER EM CONTA ANTES DE COMEÇARES A LER:  este post é sobre a serie Teen Wolf, contém spoiler. E no caso de não acompanhares, estás a perder uma das melhores séries alguma vez produzida pela Mtv.

Blitzkrieg, do inglês, significa ataque relâmpago e é o oitavo episódio da última temporada. Foi dirigido po Joseph P. Genier, escrito por Will Wallace e foi ao ar no passado dia 17. Scott, Lydia e Malia decidem atacar a fenda e resgatar Stiles. Liam, Hayden e Mason fazem um acordo com o Theo para aprender mais sobre Garrett Douglas e sobre o seu plano. Noah Stilinski relembra se do filho e perde, mais uma vez, Claudia. 


MÚSICAS DO EPISÓDIO:


O EPISÓDIO MAIS ESPERADO DE TEEN WOLF:

Tudo começou com um recurso super comum em séries: um flashback na cena de pré-abertura para explicar a origem de uma personagem. Que cumpriu bem a sua função de nos fornecer um contexto para as motivações do professor nazista Douglas. Trata-se de mais um vilão bidimensional que almeja o poder apenas pelo poder, aqui no mundo sobrenatural de Beacon Hills. Pelo menos isso é o que demonstra as cenas mostradas até aqui.

Se por um  lado, os Ghost Riders permanecem imbatíveis para o pack de Scott, a criatura híbrida vivida pelo professor também aparenta a mesma invencibilidade, como já é de costume na história do programa. Obviamente, todos os obstáculos serão vencidos no final, seja na metade da temporada caso ela seja dividida em duas, ou no já aguardado series finale, como manda a cartilha tradicional das séries.

Também chamou a atenção o poder da criatura de nome impronunciável representada pelo alfa nazista de controlar Hellhounds. Ainda não foi bem explicado pelo roteiro como funciona isso na mitologia da série, entretanto ficou bem claro o quão vulnerável está Parrish e nossos heróis, sendo um ser sobrenatural tão poderoso e controlável/vulnerável.

Theo também obteve destaque no episódio, utilizando a sua inteligência e informação para conseguir um acordo que o beneficiasse. Ele conta a história de Douglas de forma didática para o telespectador. Mas uma coisa que nunca conseguirei fazer é confiar 100% nesta          personagem. Aliás, só confio na capacidade dele de atender aos seus próprios interesses. Nada mais. Entretanto, personagens assim são necessários para criar conflitos em qualquer narrativa.

Malia e Scott, apesar do vasto tempo em cena, não desempenharam feitos memoráveis durante o capítulo. Por mais que rosnasse e mostrasse seus olhos vermelhos de alfa, o personagem não foi  nem prós nem contra para os Cavaleiros Fantasmas e nem para Herr Douglas. Até pode ser impressão minha, mas é quase como se os roteiristas estivessem a tentar criar alguma simpatia dos espectadores por estes dois para eles ficarem juntos no final da série. NÃO SHIPPO. 



Melissa e Argent, A dupla com mais química no ecrã, passaram por vários maus bocados durante Blitzkrieg. Cada perigo que enfrentavam fez me sentir que era o último momento das suas vidas. Ainda bem que o roteiro, sempre condescendente e pouco ousado, livrou os personagens, mandando-os para o limbo temporário, do qual sabemos que eles serão salvos no final. Só considerei uma leve falha do roteiro que Scott e outros personagens lembrassem dela, com o filho inclusive ligando insistentemente para ela. Isso não contraria as regras da Wild Hunt?!


Lydia, poderosíssima, surpreende mais uma vez com a inércia que provocou no Ghost Ridder, que paralisou diante dela. Como bem colocou, ela mesmo diz ter medo de si própria, num alívio cómico muito bem-vindo, na ausência de Stiles. Realmente pareceu mais como uma reverência e/ou respeito do que medo, o sentimento demonstrado pelo caçador. Se não me engano, recordo me de um deles já mostrar comportamento parecido e mais discreto em algum episódio passado. Foi só eu ou mais alguém não viu como Scott escapou dali?! Perdi completamente ele na cena.


Liam, lobinho-beta-em-treinamento-para-ser-alfa, também teve o seu momento de holofote, na sequência dividida com Hayden. Cheguei a criar esperanças que eles tivessem alguma chance contra os Ghost Riders, mas logo a esperança deu lugar ao sacrifício evidente que a cena pedia. E coitadinho do Mason sem o Corey. Ainda que já tenha começado a cena chorando, ele demonstrou certa capacidade dramática ali.


Quem também ganhou preciosos minutos foi o Peter, com um sacrifício nem tão altruísta assim, já
que ele sabe que pode retornar do limbo, graças a sua regeneração sobrenatural. Ainda que piegas, a despedida silenciosa com o olhar para Malia só reforçou o quão mal resolvida está a relação dos dois, o que demanda desenvolvimento e resolução futura por parte dos roteiristas, garantindo o retorno da personagem mais amada-odiada da série.


Outro momento dramático foi experimentado pelo Xerife Noah, Ele, finalmente, lembrou se do filho e livrou se da memória da esposa que o impedia, numa metáfora muito bem encenada. Também apreciei bastante ele a descrever alguns momentos da infância de Stiles, revelando o verdadeiro e também impronunciável nome de origem russa do filho.



Mais uma possibilidade levantada pelo episódio é de Scott transformar Stiles, mordendo o melhor amigo. Seria o meu sonho a tornar se realidade? Ao mesmo tempo que o elemento humano representado por Stiles é importante no pack sobrenatural liderado por Scott. Outra pergunta que me faço constantemente é se a longa ausência de Stiles já era algo planejado ou se foi criada e/ou prolongada em decorrência de seu acidente no set de filmagem Maze Runner?!

 Aqui encontras outras reviews da série escritas com muito amor


O DISCURSO DO NOAH QUE TANTO NOS EMOCIONOU:

" Eu tenho um filho. O nome dele é Mieczyslaw Stilinski, mas nós chamamos-lo de Stiles. Eu lembro me. Quando o Stiles era apenas uma criança, ele não conseguia dizer o seu primeiro nome. Eu não tenho certeza do porquê, é muito fácil de se prenunciar, mas o mais perto que ele conseguia chegar era mischief. A mãe dele chamou o assim até... Lembro me de quando ele recebeu o jeep. Pertencia a mãe dele. Ela queria que ele ficasse com ele. Na primeira vez que ele se sentou ao volante caiu numa vala.Dei lhe o primeiro rolo de fita adesiva naquele dia. Ele estava sempre a por se em problemas, mas sempre teve um bom coração, sempre Esta noite, nós estamos aqui porque o parvo do meu filho decidiu arrastar o Scott, o seu maior amigo no mundo inteiro, para a floresta para verem um morto. " 

Jeff Davis explicou ao Entertainment Weekly o nome ao dizendo que: " Alguns anos atrás, eu sabia que em algum momento nós teríamos que revelar o nome do Stiles. Eu estava a procurar de um nome difícil de escrever e pronunciar. Mieczysław soa como ‘mischief’, a palavra perfeita para descrever Stiles. Tanto uma criança travessa, quanto um adulto mal comportado.

E vocês? O que acharam do episódio desta semana? Contém me todo nos comentários e não se escrevam de subscrever. Afinal, quem está subscrito lê sempre primeiro. As imagens que ilustram este post não são conteúdo meu. A primeira foi encontrada através do Pinterest e editada no editor online Fotor enquanto as restantes foram encontradas no google mas não têm qualquer alteração da minha parte.

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR DISTO...

6 comentários

  1. Eu entendo perfeitamente, minha querida, e agradeço imenso na mesma <3 É uma querida :D

    Não conhecia :o Sou mesmo um nabo no que toca a estas coisas :o

    NEW TIPS POST | Choose The Right Foundation for Your Skin Type.
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É sempre um prazer ter te por aqui Miguel!
      Teen Wolf é uma série ótima, das que mais recomendo, mas acho que para ti Gossip Girl e Sex And The City são das series mais indicadas

      Eliminar
  2. melhor série <3 <3 <3

    http://lavitainrosaa.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. A parte do Peter surpreendeu-me... Será que estão a nascer sentimentos naquele "homem"?? Mas a parte do Xerife Stilinski derreteu-me o coração... Desejosa que venha o episódio onde eles sejam todos encontrados e Beacon Hills volte a ser um sitio "normal".
    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Beatriz, muito obrigada pelo teu carinho!
      Realmente o Peter relevou se neste último episódio. Já estou ansiosa pelo reencontro dele com a Malia para ver se eles vão tentar laços de pai e filha... Laços esses que felizmente o Noah descobriu dentro de si mesmo. O discurso dele e toda aquela cena da linha estão nos meus momentos preferidos da temporada!

      Muito obrigada pela visita e pelo comentário, volta espero voltar a encontrar te por aqui em breve

      Eliminar

Olá meus amores! Ou como eu gosto de vos chamar, Woah'zitos.
No caso de vocês estarem interessados em comentar o conteúdo aqui do blog, fiquem a saber que depois de responderem ao formulário de comentários a vossa opinião não ficará visível, mas irá ficar assim que eu lei-a o comentário e autorize a sua publicação.
Prometo responder a todos vocês como muito amor e carinho.