A CRUELDADE QUE CARREGO NO CORAÇÃO | HTGV

segunda-feira, junho 12, 2017


Se são novos por aqui talvez não saibam que aos poucos foi reeducando a minha alimentação de forma a tornar me vegan e mesmo que não sejam novos talvez não saibam que facilmente deixei de comer peixe e carne mas encontrei alguma relutância em deixar o leite, os ovos e a manteiga (inclusive demorei até encontrar alguma bebida que gostasse que substituí se o leite) e, quando finalmente consegui recusar os três ingredientes surge um jantar de turma numa pizzaria.

Em primeiro, pensei não ir. Não queria ir contra os meus próprios princípios e voltar a comer produtos de origem animal, depois senti me mal por estar a pensar não ir invés de ir aproveitar a última noite de secundário, porque mesmo que este tenha sido uma infeliz etapa na minha vida tenho na minha turma algumas pessoas que espero, sinceramente levar para a vida. Por fim, decidi que iria e por isso, dispos me a comer o tal rodízio de pizza que seria servido. E assim, como quem não quer a coisa, comecei a sentir me mal pela carne e pelo queijo que eu ainda nem tinha comido.
Desde que aceitei este novo estilo de vida que nunca quis que ele afeta se a minha vida social de qualquer forma e prometi a mim mesma que alimentar de forma diferente dos demais nunca seria desculpa para não ir a um jantar com amigos. E não deixei que fosse, em várias situações adaptei o que era servido no restaurante ao que eu como. Já pedi para me servirem bitoques sem carne e sem o ovo, pedi tantas vezes que me servissem o prato sem a carne ou o peixe que isso se tornou parte da minha rotina quando comia fora de casa. Só que, como é que se pede que me sirvam uma pizza sem queijo ou sem carne quando na ementa do local todas as pizzas incluem um dos dois ingrediente? A triste verdade é que não pedes, é como se voltasses a ter cinco anos e fazes apenas duas coisas comes e calas.

Tenho um pouco vergonha disto e sinto me culpada mas a verdade é que senti prazer em cada pedaço de pizza que comi. Julgo que se fosse hoje nem ia pensar duas vezes, aceitaria ir ao jantar sem sentir toda a culpa que eu senti nos dias antes do jantar. Espero que não me entendem mal, não pretendo mudar a minha dieta, mas quero tornar me um pouco flexível quando a ela, não pretendo tornar me uma ditadora vegan. Se amanhã acordar e me apetecer beber um pouco de leite de vaca ou comer um peito de frango vou fazê-lo, nos dias em que não me apetecer vou manter uma dieta tradicionalmente vegan. E, honestamente não me sinto nem melhor nem pior pessoa ao decidir eu. Sinto me exatamente como me sentia quando optei por me tornar vegan porque lá no fundo sou a mesma Ana. 

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR DISTO...

5 comentários

  1. Acho que é importante levar tudo com equilíbrio. A tua pegada já está significativamente reduzida querida e não me parece ir contra os teus princípios ceder, uma ou outra vez. Acontece, somos seres humanos. Adorei ler este post, confesso. Esta partilha de experiência é magnífica!

    THE PINK ELEPHANT SHOE

    ResponderEliminar
  2. Olá linda :D ser vegan não significa deixar de comer carne peixe ou derivados, mas sim adoptar um estilo de vida tal como não utilizar, vestir e por ai fora coisas que contem algo animal (até mesmo cera de abelha que está presente na cosmética). Eu sou vegetariana já fui a rodízios e não foi por isso que comi as pizzas, pedi especificamente uma para mim sem carne/peixe/queijo era só uma questão de falar com as pessoas e elas percebem!
    Eu não quero que leves a mal o que digo, o que quero demonstrar é que podemos ver vegetarianos/vegans são cancelar os convites dos amigos porque há sempre alternativas nem que seja levar de casa (isto se o vegetariano for algo que queiras realmente), mas também não podemos considerar vegans durante uma semana e na próxima comer algo animal né :D
    Se precisares de alguma coisa, de ajuda, de dicas podes sempre contar comigo! Segui o teu blog <3

    Beijinhos e mais uma vez por favor não leves a mal <3
    Dezassete

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Linda, tinha escrito um comentário gigante a explicar a minha posição e as coisas que achei que não entendeste e sei lá como eliminei o comentário quando achava que o estava a enviar. Por isso, vou tentar resumir o que tinha escrito. Btw, não leves isto como uma ofensa é só uma justificação.

      1. Para mim ser vegan não é apenas uma questão de alimentação. Não visto ou uso qualquer coisa que seja produzida através de animais ou testada neles

      2. Os rodízios a que foste eram totalmente diferente dos meus porque eu e uma colega minha ligamos várias vezes para lá a tentar encontrar uma opção sem carne/peixe/queijo e diziam me sempre o mesmo: sem queijo só tinham as pizzas doces feitas à base de nutella. Eu nem gosto de nutella, por isso tinha de comer as pizzas com queijo. Também é importante dizer que naquela pizzaria em concreto não deixavam levar comida de casa ou de outro lado qualquer.Então eu decidi ir e comer o que eles tinham. Fui uma decisão minha da qual não me arrependo independentemente daquilo que me venham dizer.

      3. Comecei a minha reeducação alimentar no final de 2015, primeiro fui à minha médica de família fiz uns exames [e continuo a fazê-los para ter certeza de que estou a alimentar me bem e que não tenho falta de qualquer vitamina ou nutriente ou wtv] depois durante 2016 fui adicionando coisas à minha alimentação que não comia antes e depois, aos poucos e poucos fui retirando os produtos de origem animal da minha alimentação até já não haver mais o que retirar. Foi um processo longo, não foi como tu disseste. Aqui ninguém se considerou vegan por uma semana e na semana seguinte comeu algo animal

      4. É importante ter em atenção que este é o meu caso pessoal, eu achei que podia ter uma dieta mais flexível e comer o que quisesse se acordasse com vontade de o comer. Por acaso, desde esse jantar que não voltei a comer nada de origem vegan, mas fui porque eu não quis e não por causa dos rótulos que me foram colocados

      Mais uma vez, não leves isto como uma afronta. Só achei mesmo que deviam ser explicadas certas coisas por causa de um """"julgamento""" feito sem terem sido colocadas todas as informações na mesa.

      Muito obrigada por teres tirado um pouco do teu tempo para me dedicares algumas palavrinhas,

      Um beijo, Arabella

      Eliminar
    2. Não levei a mal e nem queria que tu levasses a mal. É bom explicares o teu lado e ainda bem que queres ter mais cuidado com a tua alimentação, quer seja por motivos pessoais ou saúde. O que interessa é que estás a dar esse passo, coisa que muitas pessoas não são capazes e nem tentam! Ainda bem que tens a preocupação com a tua saúde e ainda bem que estar a reeducar a tua alimentação, porque nós (pessoas em geral) estamos a estragar a nossa saúde com o que comemos. Só a parte de tu quereres reduzir certos alimentos já é um passo tão grande e eu felicito por isso. Eu não disse que eras vegan uma semana e depois comias carne, dei um exemplo (porque já vi muitas vezes). Independentemente do que comeres, quer seja carne, peixe, vegetais, leguminosas ninguém colocou rótulos. Desde que te sintas bem, que estejas feliz com as tuas escolhas nada mais importa, nem muito menos os meus comentários ou de outra pessoa qualquer! (:

      Beijinhos,
      Dezassete

      Eliminar
    3. Não levei de tudo a mal, lamento se foi essa a ideia que transmiti. Só queria mesmo deixar as coisas mais claras visto que tu tocaste em alguns pontos que eu nem cheguei a abordar durante o post

      Eliminar

Olá meus amores! Ou como eu gosto de vos chamar, Woah'zitos.
No caso de vocês estarem interessados em comentar o conteúdo aqui do blog, fiquem a saber que depois de responderem ao formulário de comentários a vossa opinião não ficará visível, mas irá ficar assim que eu lei-a o comentário e autorize a sua publicação.
Prometo responder a todos vocês como muito amor e carinho.

Aviso

Na sua maioria, as imagens e ilustrações utilizadas no blog são retiradas do Tumblr, Pinterest ou de uma pesquisa no Google Imagens. Se por coincidência alguma das imagens aqui partilhadas seja tua ou de alguém que conheces, agradeço que entres em contato comigo para a devida identificação ou exclusão das mesmas.

Os textos são da minha autoria, então caso queiras retirar alguma informação, eu agradeço ser citada e/ou informada. Qualquer informação retirada de um jornal, revista, livro, Internet ou outros, estará citada e identificada.

Instagram