Take me back to the night we met

domingo, agosto 20, 2017


Não sei exatamente em que parte de o percurso é que o perdi, mas a verdade é que acabei por o perder. Ou talvez tenha sido ele que me perdeu. A verdade é que não sei qual de nós é que ficou quando tudo chegou ao fim. Esta é a parte da história que ninguém quer ouvir, a realidade que nós sempre negamos, mas que precisamos de parar de negar: rapazes perfeitos só existem em livros.
Quando digo que nunca irei esquecer a noite em que te conheci não me refiro à noite em que realmente te conheci essa esqueci-a há demasiado tempo, refiro me à noite em que percebi que queria ser tua e que queria que fosses meu. Foi tão simples quanto pestanejar. Eu apenas soube, soube que eras tu e que já era tarde demais, não havia nada que eu pudesse para evitar aquele sentimento, afinal eu fechava os olhos e via o teu sorriso e os teus lindos olhos azuis.


Aquela poderia ter sido uma noite como outra qualquer... Como daquelas em tu saías como os teus amigos e que seria mais uma daquelas vezes em que se iriam divertir e falar dos tempos antigos. Poderia até ter sido uma noite em que sais de casa a desejar encontrar companhia para o resto da noite, só para disfarçar um pouco a tua carência. Mas ambos sabemos que daquela vez foi diferente... Talvez por obra do destino apartir daquele momento tudo começou. Foi o momento em que percebi que  que aquele seria o início de uma nova história...

Foi quase como um daqueles contos de fada da Disney... Efêmera e arrebatedora... Mas sem um final feliz. Tivemos tudo e não tivemos nada, num dia tu eras tudo para mim e no outro eu era apenas mais uma que te teve... E até hoje não sei como é que isso aconteceu...

Contém me nos comentários se já passaram pelo mesmo e não se esqueçam de seguir o blog. Afinal, os meus unicórnios e as minhas fadas leem sempre primeiro. As imagens que ilustram este post não são conteúdo meu. A primeira foi encontrada através do Pinterest (post original) e editada no editor Canva, a segunda imagem eu mesma criei-a no mesmo editor usando uma citação da música The Night We Met do grupo Lord Huron


kill them with kidness, 
Woah Arabella

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR DISTO...

4 comentários

  1. Vais ver que vais encontrar o príncipe encantado! Eu também já pensei assim e já pensei que homens perfeitos só em livros mas não é assim! Há o verdadeiro amor! E se esse não foi, era porque não tinha de ser. Segue em frente e não te agarres ao passado pois só te faz mal!

    Beijinhos
    That Girl | FACEBOOK PAGE | INSTAGRAM | TWITTER

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. És muito simpática Melanie!

      And, em minha defesa, eu continuo a acreditar no amor e sei bem que quando não resulta com uma pessoa não quer dizer que não vá resultar com ninguém. Graças a Deus. É só que quando algo começa não deveríamos criar tantas expetativas.

      kill them with kindness,
      Woah Arabella

      Eliminar
  2. Gostei muito da vibe do teu blog, segui!
    Beijinhos 😚🌙
    www.themooninmyroom.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Obrigada Letícia!

    Ás vezes tenho medo que seja demasiado cor de rosa e que isto esteja a afastar as pessoas ahahahah mas também quero que ele seja um refleto de quem eu sou e daquilo que eu gosto

    kill them with kindness,
    Woah Arabella

    ResponderEliminar

Olá meus amores! Ou como eu gosto de vos chamar, Woah'zitos.
No caso de vocês estarem interessados em comentar o conteúdo aqui do blog, fiquem a saber que depois de responderem ao formulário de comentários a vossa opinião não ficará visível, mas irá ficar assim que eu lei-a o comentário e autorize a sua publicação.
Prometo responder a todos vocês como muito amor e carinho.