A HARD DAY'S NIGHT

quarta-feira, janeiro 24, 2018

Este post bem que poderia ser considerado o primeiro outfit do blog mas, para efeitos oficiais, não o é, nem nunca será.
Não nasci para ser blogueirinha de moda que fica a partilhar mil e uma fotos a mostrar maneiras interessantes de combinar peças que quando estão no armário acabam por parecer serem aborrecidas. Primeiro porque só tenho paciência para tirar mil e um fotos uma vez por ano e em segundo porque não é só a minha roupa que parece ser aborrecida, a forma como a uso é igualmente aborrecida. Por isso, ao não insistir nesta história do Outfit Of The Day faço um favor a todos nós: vocês não são confrontados com as minhas opções de vestuário e eu não perco tempo a elaborar um post pelo qual ninguém se irá interessar.

Dito isto (e para quem ainda não acredita que fotografar looks não é coisa para mim aqui vai uma descrição ao promenor do que estou a  vestir e de onde veio! O casaco de ganga, depois de uma saída à noite, tornou se uma das minhas peças favoritas. Roubei-o do armário do meu padrasto e desde então que não o tiro do corpo. Julgo que seja mais velho do que eu, ou que pelo menos também caminhe para as casas do vinte.
A camisola é outra velhinha, encontrei a, no inverno passado, entre várias camisolas que a minha mãe guardava e nunca usava. Agora é minha e uso e abuso dela nestes dias frios. As calças já são minhas, mas também são antigas, tão antigas que os rasgões nos joelhos não são feitio, aconteceram... Com o tempo... Com o uso... Costumavam ser as minhas favoritas, depois de rasgarem passei a olhar pra elas um pouquinho de lado, agora amo-as novamente.
As botinhas deu mas o meu avô, mas sei que vieram do Lidl. Eu tenho umas, a minha mãe tem outras e as minhas duas irmãs também tem cada um o seu par. As meias fishnets é quase a mesma história, com a diferença de que vieram de uma lojinha chinesa e só uma das minhas irmãs é que também umas. O penteado foi feito em cinco minutos naquela manhã quando eu dei conta que por mais que lhe mexesse não o iria conseguir levar solto. 
Agora que já sabem de tudo isso só tenho mais umas coisinhas a adicionar, uns detalhes pequeninos fotos foram tiradas pela Anita, uma colega de turma que também é blogger. Ela é a única responsável por este surgimento de beleza repentino. Façam lá o favor de stalkear as redes sociais da miúda. Para quem não entendou, o título deste post é uma referência ao título do primeiro episódio de Grey's Anatomy que é uma referência á música dos Beatles. Por isso, se este quadro pegar, fiquem a contar com títulos roubados aos episódios da mesma série.
QUAL É A VOSSA OPINIÃO SINCERA SOBRE ESTE TIPO DE CONTEÚDO? ACHAM QUE DEVA CONTINUAR? Digam me tudo nos Comentários  e não se esqueçam de seguir o blog. Afinal, os meus unicórnios e as minhas fadas lêm sempre primeiro. As fotografias foram todas tiradas pela Anita Almeida do Lipstick Lover e posteriormente editadas por mim com o uso do VSCO (filtro HB1)

kill them with kidness,
Woah Arabella

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR DISTO...

1 comentários

Olá meus amores! Ou como eu gosto de vos chamar, Woah'zitos.
No caso de vocês estarem interessados em comentar o conteúdo aqui do blog, fiquem a saber que depois de responderem ao formulário de comentários a vossa opinião não ficará visível, mas irá ficar assim que eu lei-a o comentário e autorize a sua publicação.
Prometo responder a todos vocês como muito amor e carinho.